HIPERTROFIA

10 Exercícios Fundamentais No Treinamento Funcional

10 Exercícios Fundamentais No Treinamento Funcional

O treinamento funcional é uma prática muito comum e benéfica que traz vantagens tanto para o desenvolvimento muscular, quanto para a saúde.

Bastante dinâmico, esse treino foge completamente das atividades físicas convencionais. Uma vez que, ele mescla um único exercício diversas capacidades físicas.

Utilizando assim, o próprio peso do corpo para alcançar resultados em exercícios que foca em todos grupos musculares.

Entre suas inúmeras vantagens, podemos destacar que esse treino pode ser feito em casa. Auxiliando que possui uma rotina corrida, mas, quer cuidar do corpo.

Portanto, ao longo deste artigo iremos mostrar mais sobre como essa prática funciona e seus melhores exercícios.

 

O Que É Treinamento Funcional?

treinamento-funcional

O treinamento funcional, é uma prática que foi desenvolvida com o objetivo de estimular uma melhora física que envolve nossas capacidades cotidianas.

Voltando-se então, a melhor física nos movimentos rotineiros e sua execução natural. Ou seja, aqueles como os de:

  • Andar;
  • Correr;
  • Pular;
  • Agachar;
  • Entre outros.

Evitando as limitações e desconfortos que possamos experimentar na realização de qualquer um deles, pela falta de atividades físicas e o sedentarismo.

Uma vez que, quando nosso corpo não é estimulado, temos uma redução da flexibilidade. Bem como, da circulação sanguínea e oxigenação muscular naturais.

Portanto, essa prática estimula os movimentos naturais que compõem nosso dia-a-dia trabalhando-os de forma prática e simples, sendo facilmente realizadas em casa.

Geralmente com o auxílio de itens simples que já temos. Ou de alguns outros, tais como bolas, elásticos, cordas, etc.

A maior vantagem dessa prática é que ela facilita sua rotina, ao mesmo tempo que, melhora sua saúde física.

Indo ao contrário das práticas que estimulam os exercícios localizados. O treinamento funcional trabalha diversos músculos em cadeia, envolvendo:

  • Coordenação motora;
  • Força muscular;
  • Equilíbrio;
  • Sistema cardiorrespiratório.

Quais os benefícios do treinamento funcional?

Envolvendo em seus exercícios movimentos mais complexos e diferentes capacidades físicas, o treinamento funcional proporciona a tonificação.

No entanto, esse não é o único de seus benefícios e dentre eles, podemos citar o maior gasto energético. Bem como, diversos outros como:

  • Aperfeiçoamento muscular e dos equilíbrios dinâmico e estático;
  • Desenvolve a agilidade, condicionamento e resistências físicas;
  • Melhora a percepção que temos sobre nossos próprios movimentos;
  • Dá mais estabilidade ao core e melhor a saúde da coluna vertebral;
  • Auxilia no processo de reabilitação de lesões nas estruturas corporais.

Ao longo de tantos benefícios, vemos a melhora da postura como um de seus resultados. O que leva a amenização das dores tanto nas costas, como em outras regiões do corpo.

Vale destacar ainda, que tal como diversas outras práticas físicas, esse treino alivia o estresse, ansiedade e depressão.

 

Melhores Exercícios Para O Treinamento Funcional

treinamento-funcional

Sem precisar de exercícios específicos, o treinamento funcional consegue ativar mais fibras em seus exercícios, sendo aquelas do tipo estabilizadoras.

Desse modo, preparando seu corpo para qualquer tipo de movimento. O que não acontece quando ficamos “presos” as máquinas nas academias.

1. Abdominal supra:

Esse exercício tem como objetivo fortalecer a região abdominal e o oblíquo externo. Sendo executado da seguinte forma:

  • Movimento: flexione o trono para frente alcançando cerca de 30° ao levar as mãos em direção ao joelho e depois retornar. Sem projetar o pescoço a frente ou impulsionar com as mãos.

2. Prancha lateral:

Um exercício que estimula diversas regiões do corpo e é ótimo para afinar a região da cintura, ele deve ser feito:

  • Movimento: deite-se de lado, posicionando o ombro afastado da orelha e parte superior do corpo apoiado pelo antebraço e o braço estendido. Seu corpo estará inclinado, em seguida eleve o quadril e se mantenha por 30 segundos na posição.

3. Swing kettlebell:

Esse exercício fará então, uso do kettlebell que deve ser pego com ambas as mãos e será balançado entre as pernas.

O exercício possui um certo nível de complexidade e deve ser bem executado para evitar lesões. Clique aqui e confira como realizá-lo corretamente.

4. Afundo no treinamento funcional:

Bastante conhecido e até mesmo praticado por quem faz musculação, esse exercício estimula principalmente, os membros inferiores.

  • Movimento: flexione os joelhos, de modo que um deles se volte para cima e o outro, para baixo quase encostando no chão (perna voltada para trás). Volte a posição inicial ao “empurrar” o chão com a perna da frente e repita trocando a perna.

5. Agachamento:

Aqui, estamos falando daquele feito em segunda posição que é com as pernas em posição lateral, que estimula o interior das coxas também.

  • Movimento: afaste as pernas, posicione os pés abertos e alinhados ao joelho, distribuindo bem o peso e coluna reta. Contraia então, o abdômen e os glúteos e flexione o joelho até alcançar um ângulo de 90°. Volte e faça repetições.

6. Ponte no treinamento funcional:

Um exercício ótimo para os glúteos e o fortalecimento da lombar, ele é realizado da seguinte forma:

  • Movimento: deite-se de costa, flexione os joelhos e mantenha os pés na largura do quadril. Com os braços esticados a lateral do corpo e glúteos e abdômen contraído, realize a elevação do quadril, formando uma linha reta do joelho ao ombro.

7. Corrida estacionária:

Apesar de parecer simples devido a sua execução prática, esse exercício exige bastante do corpo ao simular o movimento de corrida sem sair do lugar.

  • Movimento: elevação dos joelhos em 90° por 30 segundos.

8. Burpee:

Muito conhecido, mas, que poucas pessoas gostam. Esse exercício envolve uma sequência de movimentos que estimula muitos músculos ao mesmo tempo.

  • Movimento: comece de pé e faça um agachamento > apoie as mão no chão e “empurre” as pernas para trás > faça uma flexão > volte a posição de agachamento com as mãos apoiadas no chão > de um salto esticando o corpo e estendendo os braços para cima.

9. Salto com flexão:

Um movimento bastante simples, mas, que possui um impacto grande para o corpo, este deve ser feito com tênis mesmo estando em casa.

  • Movimento: de pé, afaste as pernas posicionando os pés alinhados aos ombros. Em seguida, dê saltos erguendo/flexionado o joelho, o movimento deve ser feito por 30 segundos.

10. Treinamento funcional com siri cruzado:

Apesar de ter um nome bastante incomum, esse exercício que estimula diversas regiões do corpo é bastante simples.

Movimento: posicione-se como um siri, agachado com o tronco elevado e mãos e pés no chão. Então, toque um pé com a mão contrária à sua posição ao levantar a perna.

 

Conclusão

treinamento-funcional

Neste artigo, vimos o que é e alguns dos melhores exercícios para o seu treinamento funcional que pode ser feito diariamente sem afetar sua rotina, em casa.

Gostou deste artigo? Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe nas redes sociais.

 

 

 

 

suplementos de academia

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *