Rotina de alongamento matinal para você acordar como um animal!

Você alguma vez já ouviu falar ou já teve vontade de fazer o alongamento matinal?

É complicado acordar e não ir em direção ao banheiro, né?

Mas saiba que isso pode te prejudicar, mesmo que pouco, a longo prazo.

E não, não estou falando somente da relação do alongamento com os músculos e o risco de lesão.

Estou falando é da parte mais psicológica mesmo.. Estou falando da preguiça.

Quantos minutos você perde por dia por causa da mente vazia?

Todo mundo tem aquele momento em que acorda e fica olhando para algum lugar fixamente, mas sem pensar em absolutamente nada.

Nem o macaco com tambor ou nenhum outro instrumento aparece.

Só que isso pode te atrapalhar e atrapalhar a sua produtividade. Por isso é importante que faça o alongamento matinal.

Mas esse não é o único motivo.

Por que o alongamento matinal é importante?

Alongamento matinal

Por quê será que todos, todos os animais se alongam depois que acordam e antes de sair andando por aí?

Olhe o seu cachorro ou gato, caso tenha um. Todas as vezes que eles acordam, fazem questão de alongar o corpo todo antes de fazer qualquer movimento mais brusco como, por exemplo, andar.

E por que eles fazem isso? Afinal, eles não pensam, não é?

Bem, não é a toa que eles são muito mais inteligentes do que nós. Os índios perceberam e passaram a fazer a mesma coisa.

A ideia é despertar todas as fibras do corpo antes de começar o dia. Falando com uma linguagem mais técnica, a ideia é aumentar a circulação do sangue, do oxigênio e dos nutrientes em todo o corpo.

8 Exercícios de alongamento matinal para você se sentir literalmente como um animal

Alongamento matinal

Portanto, se quer liberar toda a preguiça e rigidez dos seus músculos e, consequentemente, ter um dia mais produtivo, os exercícios abaixo serão ótimos para você.

Além disso, o alongamento também fará com que acorde com um humor melhor (isso serve para aqueles que acordam como o shrek).

Por isso, vale a pena experimentar o alongamento matinal!

1. Alongamento do pescoço

Acordou? Chegou a hora de começar o alongamento matinal. Para fazer isso, não precisa nem sair da cama. Na verdade, só precisará mexer a cabeça, ou melhor, o pescoço.

A ideia mover a cabeça para onde o seu olho está olhando, mas sem fazer movimento algum com os ombros.

Então, faça da seguinte maneira: Quando olhar para o canto esquerdo do teto, faça com que a cabeça siga o seu olhar e depois olhe para o direito e a sua cabeça também deve ir junta.

Depois que olhar para todos os cantos do teto, chegou a hora de olhar para os cantos do chão. Mas, lembre-se, a ideia é mover somente a cabeça e o pescoço, sem mexer os ombros ou o tronco.

2. Rotação da parte superior do corpo

Deite-se de lado e com uma perna sobre a outra, de forma que os joelhos fiquem flexionados e alinhados.

Pronto?

Agora você tem que esticar os braços para frente e levar o braço que está em cima para trás, como se estivesse torcendo o tronco.

Então, se você está deitado para o lado esquerdo, o seu braço direito estará para cima e por isso é ele quem deve ir para trás para fazer todo o alongamento.

Permita que a cabeça e o ombro façam o movimento natural.

Na volta para a posição inicial, faça com que a mão direita ultrapasse a linha da mão esquerda para forçar um pouco para esse lado também.

Após ter terminado, faça do outro lado.

3. Relógio de ombro

Fique na mesma posição inicial do exercício anterior. A ideia agora é alongar e lubrificar a articulação do ombro.

Para fazer isso, estique o braço que está por cima e comece a fazer círculos com ele como se ele fosse o ponteiro de um relógio.

Primeiro faça no sentido horário, depois no anti-horário e quando acabar, faça com o outro braço.

Observação: Faça 10 repetições no sentido horário e 10 no sentido anti-horário para depois mudar para o outro braço.

Lembre-se que o cotovelo deve estar o mais extenso possível e você deve se concentrar em cada movimento para que o alongamento matinal seja mais eficaz.

4. Rotação da parte inferior do corpo

Deite-se com a barriga para cima, abra os braços como a posição do Cristo e mantenha os seus joelhos flexionados com o apoio total na planta do pé, ou seja, os seus joelhos devem estar flexionados na vertical.

Eles também devem estar mais largos do que a largura do quadril.

Permita que os joelhos possam cair para ambos os lados, mas, de uma forma que o segundo caia sempre perto do pé do primeiro.

Então, se as pernas caírem para o lado direito, o joelho esquerdo deve estar o mais próximo possível do pé direito.

Faça de 10 a 15 repetições para cada lado.

5. Rotação do corpo

Você deve começar na mesma posição inicial do exercício anterior. A única diferença é que, em vez dos cotovelos estarem extensos, eles estarão flexionados e as mãos estarão com as palmas voltadas para o teto e perto da cabeça.

Pensa em uma abordagem em que o policial pede para que você coloque as mãos ao alto.

Sempre que as pernas caírem para um lado, você deve fazer com que todo o seu corpo role em conjunto para que, ao final do movimento, a parte superior do seu corpo esteja por cima do joelho da frente enquanto o joelho de trás está o mais próximo possível do pé.

Faça 10 repetições para cada lado.

6. Pontapé

Fique na mesma posição inicial do exercício número 4, mas com as pernas esticadas.

A ideia é levar as pernas até que o pé toque a mão, sem que o braço saia do lugar.

Você pode receber uma ajuda do quadril, mas nada demais.

Cuidado: Como acabou de acordar, a musculatura da sua coxa está bem rígida e pouco flexível, e, como é um dos locais mais comuns para se ter estiramentos e distensões, faça o exercício em uma velocidade baixa.

7. Rolamento de ombro

Fique na posição de 4 apoios em cima da cama, sobre os joelhos e as mãos.

Mantenha o cotovelo reto e os braços extensos, agora é só fazer a rotação do ombro. Depois de 15 repetições, mude a direção da rotação.

8. Extensão/flexão dos braços

Mesma posição inicial do exercício anterior.

Agora, você empurrar o quadril para trás, como se estivesse sentando entre as pernas, só que ao mesmo tempo abaixará o seu tronco, como se fosse uma saudação oriental.

Depois que fizer esse exercício, volte e fique na posição do cachorro. Aquela em que as pernas ficam soltas, no chão, e você se apoia nos braços totalmente estendidos.

Não entendeu?

Tenho o vídeo completo para você, confere aí!

Compartilha com aquela pessoa que não suporta treinar de manhã, pois é contagiada pela preguiça de acordar sem fazer o alongamento matinal, ok?

Share This