HIPERTROFIA

Como Incluir Aulas Funcionais Com A Musculação

Como Incluir Aulas Funcionais Com A Musculação

Você certamente já deve ter ouvido falar sobre aulas funcionais.

Os exercícios funcionais movimentam todas as áreas do corpo de uma forma integrada, enquanto o seu trabalho juntamente com peso, é ótimo para hipertrofia muscular.

No entanto, hoje não falaremos apenas e exclusivamente sobre esta modalidade, mas também, falaremos de sua relação com a musculação e as vantagens que essa prática traz quando inclusas no treino de musculação.

Há quem garanta que as aulas funcionais substituirá o treinamento de força, será?

Se você está curioso para saber tudo sobre este assunto, então é só continuar lendo este artigo.

O Que São Aulas Funcionais E Quais São Seus Benefícios?

aulas-funcionais

Antes de mais nada, é preciso que seja esclarecido que as aulas funcionais se baseiam nos movimentos naturais do ser humano.

Movimentos esses que são correr, pular, puxar, girar, agachar e empurrar.

Ao fazer um treino funcional, o praticante ganha força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento físico, resistência e agilidade.

Este treino tem como principal objetivo, tirar a pessoa dos movimentos mecânicos e eixos definidos, como acontece na musculação.

Por esta razão, é que o treino virou uma alternativa para quem estava cansado dos exercícios tradicionais na academia.

Este método, ajuda na prevenção de lesões, gera melhorias cardiovasculares, ajuda no percentual de redução de gordura, no emagrecimento e na definição muscular.

Para que a musculatura profunda seja mais trabalhada, são utilizados acessórios como cordas, elásticos, bolas, cones, discos e hastes.

É recomendado que as aulas funcionais sejam feitas três vezes na semana.

Um dos pilares principais do treinamento funcional, é o fortalecimento do core, que é o centro de força de todo corpo e responde pela estabilização da coluna vertebral.

A grande pegada do treino funcional, é acionar todos os músculos do abdômen, dos quadris e da região lombar.

O principal foco das aulas funcionais é trabalhar a musculatura como um todo, sendo assim, os perigos de sobrecarregar outras partes do corpo são bem menores.

Ainda que sua prática seja um pouco menos agressiva que a musculação em si, é importante contar com o auxílio de um profissional capacitado na modalidade.

Lista de seus benefícios:

Existe uma gama muito grande de benefícios que o treino funcional nos dá.

Além da tonificação muscular, as aulas funcionais implicam numa maior complexidade do movimento e no envolvimento de inúmeras capacidades físicas.

Desse modo, faz com que o organismo tenha um gasto de energia muito maior e traz contribuições como:

  • Fortalecimento muscular
  • Melhora a postura
  • Ameniza as dores nas costas
  • Equilíbrio e coordenação motora
  • Treino mais dinâmico
  • Entre outras vantagens

Vamos falar mais detalhadamente de cada benefício agora para que você enxergue mais a fundo as funcionalidades e vantagens do treino funcional.

1. Fortalecimento muscular

Aqui é onde as aulas funcionais ganham mais adeptos, pois o exercício deixa o corpo mais definido e tonificado por completo sem depender de outros exercícios para tonificar outras áreas específicas.

2. Melhora a postura

Para quem tem dificuldades em se manter numa posição adequada, o treino funcional cai como uma luva pois, além de fortalecer os músculos que ajudam a manter a coluna reta, ele ajuda também na consciência corporal.

No exercício, é criado o hábito de contrair o abdômen e alinhar o quadril, ombros e pescoço, algo muito comum durante a modalidade.

3. Amenizam dores nas costas

A região do core é uma espécie de cinturão que compreende músculos das regiões lombar, pélvica e do quadril. Existem várias pesquisas que apontam que principal causa de dor lombar é a falta de sustentação na região central do tronco.

Logo, no exercício funcional, sua principal ação é estabilizar o corpo de uma maneira geral. As estratégias do treinamento funcional atuam diretamente nessa área.

4. Equilíbrio e coordenação motora

Alguns exercícios funcionais específicos trabalham o equilíbrio e a coordenação motora.

Como um agachamento unilateral (feito com apenas uma das pernas, já que a outra fica apoiada atrás do joelho) para equilíbrio e deslocamentos laterais e frontais para coordenação.

5. Treino mais dinâmico

Diferente de academia, as séries de exercícios de um treino funcional não são fixas, desse modo, o treino consegue ser bem diversificado e animado.

Aulas Funcionais vs. Musculação

aulas-funcionais

Como explicamos acima, as aulas funcionais focam nas movimentações corporais a partir dos movimentos naturais do ser humano, como correr, sentar, andar, etc.

Os exercícios têm como objetivo otimizar o corpo para as tarefas que ele faz em qualquer momento do cotidiano.

Já a musculação, é bem diferente do treino funcional pois ela trabalha as sessões musculares em grupos isolados e não como um todo. É por isso que há sessões específicas para cada área do corpo.

A meta de um treino de musculação pode ser força, emagrecimento ou então o aumento da massa muscular.

Apesar de diferentes, é plenamente capaz de combinar um ao outro.

A primeira coisa que devemos ter em mente sobre o treinamento funcional e a musculação é que um não é melhor do que o outro.

Cada atividade tem um propósito e é muito interessante quando você consegue alinhas as duas.

Sendo assim, tanto a musculação quanto o treinamento funcional garantem qualidade de vida para os praticantes.

Quando os dois são alinhados, o gasto de energia é maior e capacidades do seu corpo que poderiam ficar meio de lado começam a ser trabalhadas.

Buscando o equilíbrio do corpo que o treinamento funcional fornece, é interessante pensar se não há uma parte que você quer desenvolver mais e incluir a musculação dentro dos seus exercícios.

Conclusão

aulas-funcionais

Vimos até aqui neste artigo o que são as aulas funcionais e para que ele serve e como funciona.

Especificamos suas vantagens e o distinguimos da musculação explicando a diferença entre os dois e como fazer para que os dois possam ficar alinhados a sua rotina para que assim, potencialize suas metas diárias com o corpo.

Desse modo, é notório que nenhum tipo de estilo de exercício é melhor que o outro. Cada um funciona para uma especialidade diferente e cabe à pessoa distinguir o que ela procura obter como resultado.

Gostou desse artigo? Achou interessante combinar as duas modalidades? Então deixe seu comentário para que a gente saiba!

 

 

 

suplementos de academia

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *